SEGURANÇA EM INSTALAÇÕES ELETRICAS

A eletricidade é perigosa: pode atravessar líquidos derramados e superfícies úmidas; pode iniciar incêndios, inflamando materiais inflamáveis ​​- até gases e poeira – causando sérios danos a equipamentos e edifícios. Choques elétricos podem causar queimaduras e interferir com os batimentos cardíacos de qualquer pessoa exposta, com resultados potencialmente fatais. Por isso, este artigo traz dicas importantes sobre instalações elétricas não residências, para que você possa aprender e se atualizar sobre o tema.

PRIMEIRA CHECAGEM

A checagem inicial deve ser feita antes de qualquer tipo de instalação elétrica, pois garante que a mesma esteja de acordo com as normas, regulamentos e padrões da área, e que ajuda a evitar possíveis erros que podem ocorrer durante a montagem.

A ideia é que esta verificação possa indicar se as determinações aplicáveis foram cumpridas através de testes, conforme prevê a IEC 60364. Antes de começar uma instalação elétrica é fundamental que tudo seja checado, confirmando assim que:

A instalação segue as normas de segurança relevantes destes equipamentos.

Os materiais não estão danificados.

Os materiais são compatíveis com as condições do ambiente.

Depois da verificação, é necessário realizar os testes de:

Desconexão automática da alimentação.

Medição da resistência do eletrodo de aterramento.

Checagem da impedância da malha de aterramento.

Continuidade dos condutores.

Queda de tensão.

Resistência de isolamento da instalação elétrica.

Proteção por SELV[1], PELV[2] ou por separação elétrica.

Polaridade, testes funcionais e operacionais.

AMBIENTE BEM CONSERVADO

Sempre que a corrente elétrica passa pelos dispositivos, acontece uma geração de calor. Elementos como poeira, sujeira e pouca ventilação fazem com o dispositivo não espalhe a alta temperatura pelo local, podendo ocasionar um incêndio. Por isso, é necessário garantir a higiene correta destes dispositivos, para que seja possível eliminar grande parte destes possíveis acidentes.

FUNCIONÁRIOS DO LOCAL

Os colaboradores precisam estar cientes sobre os perigos da eletricidade e treinados para que possam combater e evitar possíveis acidentes. Assim que os equipamentos e instalações estiverem de acordo com as normas vigentes e, consequentemente, seguros, todos os colaboradores podem usá-los, seguindo os protocolos de treinamento.

Trabalhar próximo a instalações elétricas requer práticas de trabalho específicas que devem ser seguidas por todos, incluindo todas as funções laborais que não envolvam diretamente a eletricidade, respeitando normas e utilizando os EPIS necessários para que se evite acidentes.

CONCLUINDO

Mesmo com todas as normas e treinamentos, anualmente, muitas pessoas sofrem com acidentes elétricos pela falta de técnica ou treinamento específico. A eletricidade é potencialmente perigosa, e deve ser tratada como tal. Ficou com alguma dúvida? Entre em contato conosco, deixe seu comentário neste artigo que nossa equipe irá lhe responder assim que possível.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?